com

15:00
  • Imigrantes detidas nos EUA tiveram útero retirado.

    De acordo com uma infermeira as pacientes nem sempre entendiam a cirurgia.


    por Gabriel · em Externas · 16/09/2020 às 22:08

     

     

    Protesto nesta terça (15) em frente a centro de detenção em Irwin, na Geórgia (EUA), após denúncia sobre cirurgias irregulares para retirada de útero de imigrantes — Foto: Jeff Amy/AP Photo

    Protesto nesta terça (15) em frente a centro de detenção em Irwin, na Geórgia (EUA), após denúncia sobre cirurgias irregulares para retirada de útero de imigrantes — Foto: Jeff Amy/AP Photo

    Em uma matéria chocante para o jornal The Intercept, o grupo de direitos humanos "Project Sout", denunciou que o governo dos Estados Unidos removeu contra a vontade, o útero de centenas de mulheres imigrantes durante Outubro e Dezembro de 2019.  A Denuncia será investigada pelas autoridades migratórias e parlamentares. De acordo comm a ex-funcionária do centro de detenção que fez a que fez, as mulheres não entendiam que passariam pelo tal procedimento.

    Os relatos da reclamação do Project South - que incluía a da denunciante Dawn Wooten, uma enfermeira prática licenciada na instalação - foram consistentes com os relatos dados em entrevistas separadas conduzidas pelo The Intercept com três outros detidos atuais na instalação, oito defensores dos detidos em a prisão e um ex-funcionário da Irwin, os quais pediram anonimato por medo de represálias contra eles próprios e seus clientes.

    “Todo mundo que ele vê tem histerectomia - quase todo mundo”, explicou Wooten, que está sendo representado como denunciante pelo Project South e o Government Accountability Project, na denúncia. “Vários presos me disseram que foram ao médico, fizeram histerectomias e não sabem por que foram ou por que estão indo.”

    Nesta terça-feira, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi,fez um pedido de uma investigação sobre as alegações da enfermeira. O deputado estadual da Geórgia Bob Trammell enviou uma carta na segunda-feira ao Georgia Composite Medical Board e ao Georgia Board of Nursing depois que a queixa foi publicada, solicitando que eles “suspendessem imediatamente as licenças dos provedores mencionados na queixa do denunciante, aguardando uma investigação completa por seus escritórios. ”

     

     

     

    Notícias Relacionadas

    UpdateChart

    Notícias

    Redes sociais


    Copyrights © UpdateChart 2018 - 2019. Todos os direitos reservados.

    Definindo as notícias sobre: música, cultura, cinema, prêmios e personalidades que são movidas pelo mundo!

    Do POP ao K-POP!

    com